Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária, I.P.
27
Rega de Precisão de Sobreiros em Modo de Produção Intensiva de Cortiça







Designação do projeto | Rega de Precisão de Sobreiros em Modo de Produção Intensiva de Cortiça 

Entidade Promotora| Universidade de Évora
Entidades Parceiras | Amorim Florestal SA; Fruticor – Sociedade Agrícola de Frutas e Cortiça, Rovisco Garcia - Casa Agrícola do Conqueiro; ZEA – Sociedade Agrícola Unipessoal Lda; Herdade da Machoqueira do Grou CRL; INIAV – Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária; UCP – Universidade Católica Portuguesa; ICNF – Instituto de Conservação de Natureza e Florestas; UNAC – União da Floresta Mediterrânica; Herdade do Pinheiro SA; Companhia Agrícola da Apariça SA; Companhia Agrícola das Polvorosas SA; Sociedade Agrícola de Cortiças Flocor SA.


Objetivo principal: 

  • Determinar métodos de fertirrega de sobreiros, com base científica.

Região de intervenção: 

  • Avis, Coruche, Évora, Alcácer do Sal, Portel.

Objetivos: 

  • Antecipação da produção de cortiça em novas plantações de sobreiros com fertirrega, de forma rentável;
  • Avaliação do efeito da fertirrega na formação, produção e qualidade da cortiça em plantações de sobreiros adultos ou em situação pré-desbóia;
  • Transferência de conhecimento técnico-científico para a instalação de novos povoamentos de sobreiros em fertirrega.

Atividades: 

  • Constituição de 4 áreas de “ensaios piloto” (2 já em curso) com sobreiros sujeitos a fertirrega para monitorização ao nível solo-planta-clima: condições hídricas do solo; climáticas; desenvolvimento estrutural-funcional das plantas; formação, produção e qualidade da cortiça; 
  • Produção de plantas melhoradas, testes de inoculação e análise de microbioma do solo após plantação;
  • Monitorização ao nível solo-planta-clima de 5 áreas de “produção comercial com fins lucrativos” onde se irá aplicar o conhecimento técnico-científico gerado nos ensaios piloto.Avis, Coruche, Évora, Alcácer do Sal, Portel.

Resultados esperados: 

  • Valorização da fileira da cortiça;
  • Rentabilização das áreas marginais em perímetros de rega, atualmente subaproveitadas;
  • Produção de povoamentos com maior capacidade de sequestro de carbono atmosférico.






Governo de Portugal
w3c
acessibilidade
seara.com