Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária, I.P.
02
REGIS - Conservação de Recursos Genéticos Florestais na Madeira





Designação do projeto | REGIS - Conservação de Recursos Genéticos Florestais na Madeira
Código do projeto | PRODERAM20-15.2.1-FEADER-01416
Objetivo principal | Inventariar e produzir cartografia atualizada e detalhada de espécies da flora vascular da Madeira, listadas na Diretiva Habitats, Convenção de Berna, bem como dos táxones nativos mais ameaçados e que sejam relevantes em termos de preservação dos seus habitats; Produzir plantas e estabelecer “campos de plantas-mãe” ou simplesmente “campos-mãe” de espécies florestais com vista à reintrodução ou reforço populacional e à recuperação de espécies e habitats, nomeadamente os inscritos na Diretiva Habitats, assegurando desta forma a conservação de recursos genéticos florestais; Promover estudos e intercâmbios técnico-científicos relativos à conservação dos recursos genéticos florestais na Região.
Região de intervenção | Madeira
Entidades beneficiárias | Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária I.P.
Data da aprovação | 2019/06/04 
Data de início | 2019/08/28
Data de conclusão | 2021/06/28
Custo total elegível | 293 770,24€
Apoio financeiro da União Europeia | FEADER (Fundo Europeu Agrícola de Desenvolvimento Rural) – 249 704,70€
Apoio financeiro público regional 
|44 065,54€

Objetivos, atividades e resultados esperados
Inventariação de espécies/populações e produção de cartografia digital; Multiplicação de espécies florestais; 
Conservação ex situ e in situ dos recursos genéticos florestais (Armazenamento de sementes das espécies alvo no Banco de Sementes do Jardim Botânico da Madeira, constituição de “campos-mãe” bem como reforços populacionais e/ou reintroduções de espécies florestais consideradas mais ameaçadas);
Elaboração de plano de conservação (Estudos moleculares, avaliação de impactos da infeção e metodologias de controlo);
Dinamização de campanhas de promoção e sensibilização (Palestras e produção de material de informação e divulgação).


Participação do INIAV:
1 - Identificação e avaliação de infeção bacteriana em Olea maderensis;



Para além da identificação do agente infecioso e avaliação da extensão da infeção será ainda caracterizada a diversidade genómica das populações de Pseudomonas savastanoi.

2 - Propagação de Olea maderensis - via seminal
Os indivíduos obtidos serão mantidos em vaso, prontos a utilizar para reflorestação da sua zona de colheita ou zona com parâmetros de diversidade genética equivalente. 

Serão estabelecidas metodologias de propagação (seminal/vegetativa) para a reintrodução/reforço de populações de Olea maderensis isentas de infeção.


3 - Avaliação da Diversidade Genética de Olea maderensis:

A informação de diversidade genética encontrada será integrada nos processos de introdução/conservação dos recursos genéticos.

4 – Estratégia Integrada de Conservação de Olea maderensis no Arquipélago da Madeira
a) Determinação da metodologia de controlo da infeção bacteriana nos povoamentos existentes
b) Repovoamento com espécimes de genótipos determinados produzidos durante o projeto
c) Desenvolvimento de um plano sustentável de monitorização e controlo de Pseudomonas savastanoi em Olea maderensis 

Espera-se deste modo contribuir para a manutenção do ecossistema silvícola do arquipélago da Madeira assegurando a conservação de recursos genéticos florestais e para a promoção de estudos e intercâmbios técnico-científicos no que respeita à conservação dos recursos genéticos florestais na Região da Madeira.







Governo de Portugal
w3c
acessibilidade
seara.com