Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária, I.P.
Facebook
21
GESVESPA



Designação do projeto | GESVESPA – Estratégias de gestão sustentável da Vespa velutina (Working group for assessing regional scale environmental risks and best guidance practices on control and preventing the spread of exotic Vespa velutina in northern Portugal)
Código do projeto|POSEUR-03-2215-FC-000008
Objetivo principal |Avaliar os riscos ambientais à escala regional e desenvolver as melhores práticas de controlo e prevenção da disseminação da espécie exótica Vespa velutina no norte de Portugal
Região de intervenção | NUT NORTE e concelhos adjacentes da NUT CENTRO
Entidade beneficiária | Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária, I.P. (INIAV, I.P.)
Data da aprovação | 2016-03-31
Data de início | 2016-06-21
Data de conclusão | 2019-06-30
Custo total elegível | 350 694,44 €; 
Apoio financeiro total da União Europeia | FEDER – 298 090,27 €
Apoio financeiro publico e privado nacional/regional | 52 604,17 €
Investigador responsável pelo projeto | Joana Godinho |joana.godinho@iniav.pt |+351 214 463 776 - ext. 62771 



Objetivos, atividades e resultados esperados

O projeto Gesvespa tem como objetivos:
1.    Satisfazer as necessidades de investigação identificadas no Plano de Ação para a Vigilância e Controlo da vespa-asiática em Portugal, nomeadamente nas seguintes matérias:
a) Reprodução, etologia, genética e sanidade da Vespa velutina
b) Avaliação de potenciais riscos sanitários para o efetivo apícola c. Modelos preditivos para a evolução da disseminação da espécie
d) Métodos de gestão do risco e controlo (eliminação de espécimes e destruição de ninhos)
2.  Estudar o impacto da vespa-asiática sobre os ecossistemas e sobre os serviços de polinização que suportam
3.  Análise do comportamento biológico da espécie nas áreas de disseminação/ocupação
4.  Desenvolvimento e teste de boas práticas de controlo e de erradicação da espécie
5.  Divulgação da problemática associada à introdução da espécie em Portugal e promoção da sensibilização pública para os riscos associados


A estrutura do projeto compreende diversas ações e pacotes de trabalho, distribuídos pelos vários parceiros, de modo a alcançar as metas que permitirão responder aos objetivos propostos. São eles:


Ação 1 – Identificação e caraterização ecológica
PT 1.1 Coordenação técnica e financeira (INIAV)
PT 1.2 Identificação e caraterização ecológica (INIAV)
PT 1.3 Caraterização Genética (IPB)
Metas: Identificação e caraterização bio ecológica; Comportamento alimentar e reprodutivo; Conhecimento da dinâmica populacional; Caracterização genética da Vespa velutina

Ação 2 – Monitorização / vigilância
PT 2.1 Rede de vigilância permanente (FNAP)
PT 2.2 Modelos de dispersão espacial (SIG’s) (UTAD)
PT 2.3 Monitorização de armadilhas (FNAP)
Metas: Monitorização da Vespa velutina; Instalação da rede de vigilância ativa (rede permanente, de reforço e ocasional - apiários sentinelas); Conhecimento de padrões de evolução territorial da espécie invasora; Cartografia da invasão

Ação 3 – Controlo sustentado
PT 3.1 Controlo sustentado (INIAV e IPVC)
Metas: Desenvolvimento de tipos de armadilhas seletivas, iscos alimentares e feromonas; Protocolos para a destruição dos ninhos de forma sustentada e sua avaliação; Metodologias de controlo; Captura em apiários

Ação 4 – Impacto na apicultura e biodiversidade
PT 4.1 Inquérito a apicultores para avaliação de impacto (FNAP e IPVC)
PT 4.2 Avaliações de riscos e pressões sobre a biodiversidade e ecossistemas (IPVC)
Metas: Avaliação do impacto sobre a apicultura e biodiversidade

Ação 5 – Informação / disseminação / divulgação
PT 5.1 Ações de sensibilização pública (INIAV e DGAV)
PT 5.2 Divulgação e promoção do projeto (INIAV e DGAV)
Metas: Sensibilização pública, formação e divulgação


Para informações detalhadas sobre o projeto consulte o site: https://projects.iniav.pt/gesvespa


Fotos
 








Governo de Portugal
w3c
acessibilidade
seara.com