Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária, I.P.
Facebook
17
OxyRebrand

       


Designação do projeto | OXYREBRAND - Oxidation Reactions: a key towards a novel and sustainable wine brandy ageing technology
Código do projeto |POCI-01-0145-FEDER-027819
Objetivo principal | Desenvolver uma nova e sustentável tecnologia de envelhecimento da aguardente vínica tendo por base o conhecimento dos mecanismos químicos subjacentes.
Região de intervenção | Centro (76,75%), Lisboa (20,52%), Norte (2,73%)
Entidade beneficiária | Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária, I.P., ISA; IST-ID, IPCB, Adega Cooperativa da Lourinhã e J. M. Gonçalves-Tanoaria Lda
Data da aprovação | 2018-07-20
Data de início | 2017-10-18
Data de conclusão | 2021-10-17
Custo total elegível | 239.460,52€; Custo elegível INIAV| 173.647,37€
Apoio financeiro total da União Europeia| FEDER – 161.121,89€ (INIAV-143.162,20€)
Apoio OE| 75.732,98€ (INIAV – 30.485,17€)


Objetivos, atividades e resultados esperados


O projeto visa:
a) Compreender os mecanismos subjacentes ao envelhecimento da aguardente vínica;
b) Estudar o papel desempenhado por alguns elementos minerais nestes mecanismos;
c) Assegurar a sustentabilidade de uma nova tecnologia de envelhecimento, tendo em vista a sua aplicação industrial. 

A estratégia de investigação assenta no envelhecimento de aguardente vínica pela nova tecnologia e pela tecnologia tradicional, em vasilhas de madeira, envolvendo uma ampla abordagem, de base química e sensorial, assegurada pelas competências científicas e tecnológicas da equipa.
É expectável a aquisição de conhecimento científico relevante sobre a química do envelhecimento, aplicável sobretudo à aguardente vínica, mas também a outras bebidas espirituosas e ao vinho licoroso. Concomitantemente, o projeto contribuirá para munir a indústria produtora de aguardente vínica de uma nova e sustentável tecnologia de envelhecimento, que será alvo de patente. Permitirá ainda obter um produto de qualidade, inovador, de alto valor acrescentado, a colocar nos mercados nacional e internacional a preço mais competitivo. Por conseguinte, são previstos impactos económicos e sociais significativos, bem como a contribuição para um processo de produção mais amigo do ambiente, ao nível regional, nacional (destaque para as Denominações de Origem de aguardente vínica, designadamente ‘Lourinhã’) e internacional.

Saiba tudo sobre este projeto em https://projects.iniav.pt/oxyrebrand/index.php/pt/





Governo de Portugal
w3c
acessibilidade
seara.com