Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária, I.P.
Facebook
17
Solos acidos



Designação do projeto | Melhoria da produção de pastagens em solos ácidos no sistema montado: abordagem química e biológica
Código do projeto | ALT20-03-0145-FEDER-000039
Objetivo principal | Reforçar a investigação, o desenvolvimento tecnológico e a inovação.
Região de intervenção | Alentejo
Entidade beneficiária |Universidade de Évora (UE) / Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária (INIAV)
Data da aprovação | 2016-04-05
Data de início | 2016-09-01
Data de conclusão | 2019-08-01
Custo total elegível | 731.835,66 €; Custo elegível INIAV| 176.933,14€
Apoio financeiro total da União Europeia |FEDER – 622.060,31 €


Objetivos, atividades e resultados esperados

Objetivos

A acidez do solo restringe a produção agrícola, em cerca de 70%, nas terras potencialmente aráveis em todo o mundo (85% em Portugal), devido principalmente aos efeitos associados à toxicidade do manganês (Mn) e do alumínio (Al) no crescimento das plantas. Em Portugal, nos solos em que o Montado é o sistema de produção dominante, encontram-se os Cambissolos, que são solos ácidos e apresentam baixa fertilidade. No caso de leguminosas, a tolerância da planta à toxicidade ao manganês parece ser maior do que a das bactérias Rhizobium, podendo por isso afetar a fixação do azoto. Assim, é essencial investigar a tolerância e eficiência simbiótica de estirpes de Rhizobium nativas para altos níveis de Mn e Al existentes na solução do solo. O objetivo deste projeto é o estudo de estratégias tendo em vista o aumento da produtividade das pastagens de leguminosas nos principais solos associados ao sistema Montado.

Atividades

- Isolamento, caracterização e avaliação simbiótica de estirpes de bactérias fixadoras de azoto

- Avaliação da tolerância e eficiência simbiótica de estirpes de Rhizobium nativas, para altos níveis de Mn e Al

- Seleção da população rizobiana nativa presente nos solos sujeitos a diferentes tratamentos, isto é, correções com calagem e adição de lamas celulósicas, com base na capacidade de fixação simbiótica das estirpes para a maioria das espécies de leguminosas existentes. 

Resultados esperados

A população de Rhizobium deverá mudar ao longo do tempo de acordo com os tratamentos do solo. A presença de estirpes simbioticamente mais eficientes aumentará com a aplicação simultânea da calagem e das lamas.- Obtenção de um inoculante comercial para Trifolium subterraneum, Trifolium resupitatum e Medicago  polymorpha.






Ensaio de campo no Torrão (Alcácer do Sal) com trevo subterrâneo, com aplicação de calcário dolomítico e de lamas celulósicas, para estudo da população microbiana do solo




Governo de Portugal
w3c
acessibilidade
seara.com