Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.      (+351) 214 403 500
Google Translate logo
ptenfrdeites
logo InovTechAgro h


O Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária, I.P é uma das Entidades Gestoras do Centro de Competências para a Inovação Tecnológica do Setor Agroflorestal – InovTechAgro.

 

Missão

O Centro Nacional de Competências para a Inovação Tecnológica do Setor Agroflorestal (InovTechAgro) tem como missão a Transferência de Conhecimento, a Capacitação, o Desenvolvimento Experimental e apoio à Investigação para as áreas de Agricultura de Precisão, Mecanização e Digitalização, alinhado com a Rede de Inovação e contribuindo para o Plano de Ação para a Transição Digital com o foco nas fileiras de produção agroflorestal.

Competências

Compete ao InovTechAgro designadamente:

Congregar as competências existentes e atualmente dispersas entre várias entidades, de forma a permitir dar respostas mais prontas, completas e eficazes aos diversos desafios que se colocam no âmbito da Inovação tecnológica no setor Agroflorestal;

Promover o trabalho em rede, nomeadamente entre entidades nacionais ligadas ao setor agroflorestal, setor empresarial publico e privado e instituições de ensino e investigação, na procura de soluções, elaboração de pareceres e consultoria sobre a adoção de soluções tenológicas no âmbito da agricultura de precisão, mecanização e digitalização;

Acompanhar a implementação da Agenda de Investigação e Inovação sobre Agroalimentar, Florestas e Biodiversidade, desenvolvida pela FCT, estabelecendo prioridades de investigação aplicada e a criação de grupos de investigação multidisciplinares com base no quadro político e institucional em vigor, por forma a aumentar gradualmente o valor acrescentado dos produtos e a respetiva competitividade no mercado global; e contribuindo para os principais eixos prioritários, nomeadamente os relacionados com uma maior eficiência do uso dos recursos, com a valorização dos bio produtos originais ou processados para alimentação humana e animal, em estreita articulação com a inovação nos produtos e processos; a inovação ao nível das estruturas organizacionais;  a valorização ambiental e socioeconómica alavancada por uma inovação social e territorial, o melhorar o conhecimento da floresta nacional aumentando a sua produtividade e encontrando metodologias para minimizar o risco de incêndios florestais;

Acompanhar as medidas que se venham a implementar no seio do Pacto Ecológico Europeu – Green Deal, nomeadamente no que se refere às medidas Inovação Tecnológica relacionadas o uso sustentável dos recursos naturais, redução de produtos agroquímicos e redução das emissões com efeito de estufa;

Potenciar o recurso eficaz dos apoios públicos nacionais e internacionais destinados à investigação nestes domínios;

Efetuar atividades de transferência do conhecimento técnico-científico, da tecnologia e de competências, nomeadamente, através da disseminação do conhecimento adquirido e da formação de técnicos e dirigentes no âmbito de soluções de inovação tecnológica com incidência nos sectores em causa.

Aceda aqui ao site.